Exigência: fabricantes estrangeiros precisarão criar marcas de baixo custo na China

O posto de maior produtor mundial de veículos da atualidade faz da China um gigante extremamente respeitado. Uma das conseqüências diretas disso é o nível de exigências que o país pode fazer para abrir seu mercado às fabricantes estrangeiras. A mais nova imposição do governo chinês é a criação de novas marcas de baixo custo para quem quiser ampliar sua capacidade de produção. Como no país asiático já existe a exigência de que qualquer marca importada esteja associada a uma marca local, esta última com 49% de participação na sociedade, a nova medida forçará às montadoras de fora compartilharem suas tecnologias híbridas e elétricas com os produtores nacionais. General Motors, com a marca Baojun, e VW, já em negociações com FAW e SAIC já deram o primeiro passo. De agora em diante adaptar-se à medida parece ser questão de sobrevivência neste mercado cada vez mais promissor. Por: Thiago Parísio / Fonte: ES Autoblog