O mundo dá voltas: Fiat e GM podem se unir na Europa e América Latina

A expressão "o mundo dá voltas" é o que melhor expressa esta notícia. A agência Automotive News informou nesta sexta-feira (17) que a Fiat pode firmar uma aliança com a General Motors para atender mercados da Europa e América Latina. Citando uma fonte ligada à Fiat, a publicação diz que esta nova aliança pode ser efetivada de forma paralela à eminente união entre a Fiat e Chrysler, o que resultaria na formação do segundo maior grupo automobilístico do mundo. Este novo grupo ficaria atrás apenas da Volkswagen, a qual já passa a Toyota. Nove anos atrás, período que a Fiat enfrentava grandes dificuldades financeiras, a GM havia comprado 20% das ações da Fiat por US$ 2,4 bilhões, o que para nós brasileiros, resultou na utilização de alguns motores da GM em carros da Fiat. Em 2005, a GM pagou US$ 2 bilhões à Fiat para não ter que comprar os 80% restantes da empresa italiana, como previsto no contrato. Agora, a Fiat pode dizer que "o mundo dá voltas", pois quem está em situação complicada é a norte-americana General Motors, e a Fiat vem se mantendo relativamente bem nos mercados em que atua.