Imprensa diz que brasileiro Carlos Ghosn pode assumir presidência da GM

A aprovação do pacote de ajuda do governo norte-americano para as três grandes montadoras inclui diversas exigências, as quais compreendem planos de reestruturação com profunda redução de gastos e também a troca do CEO Rick Wagoner, da General Motors. Com isso, começam a surgir nomes para o posição. Um dos mais cotados é o brasileiro Carlos Ghosn, da Renault-Nissan, seguido por Sergio Marchionne, da Fiat. A rede de TV CNN foi que começou a especulação sobre os sucessores. Segundo a CNN, o fato de Marchionne ter conseguido tirar a Fiat da uma crise profunda e ainda ter lucro faz do italiano um dos potencias concorrentes. Já o brasileiro Carlos Ghosn, que conseguiu reerguer a Nissan e implantou uma política permanente de corte de gastos e de desenvolvimento de produtos de acordo com os gostos de um respectivo mercado na Renault o credencia com sucessor ideal. Para a CNN o favorito ao cargo é Carlos Ghosn. A rede de TV norte-americana destaca que ele teria um perfil mais compatível com a filosofia da gigante norte-americana. Aliado a isso, o brasileiro também foi eleito o novo presidente da ACEA, a Associação dos Fabricantes Europeus de Automóveis. Enquanto a CNN aponta os dois executivos, uma outra parte da imprensa aponta que o novo CEO da GM pode ser uma pessoa que não possua ligação com a indústria automobilística.

Compare Preços: Renault Sandero, Ford Ecosport, Palio Adventure, Ford Fiesta, Mitsubishi Pajero TR4, Chevrolet Tracker, Hyundai Tucson, Kia Sportage, Fiesta Sedan, Ford Focus, Ford KA, Ford Fusion, Ford Ranger