Venda dos ativos: Juiz aprova plano de reestruturação da General Motors nos EUA

Neste domingo, dia 05 de julho, o juiz de falências Robert Gerbert, aprovou o plano de reestruturação para a montadora General Motors (GM). Durante a última semana, a imprensa noticiava que a GM corria o risco de não ter seu plano aprovado, o que afundaria de vez com a empresa. Com esta aprovação, a GM poderá vender os ativos a uma nova empresa com respaldo do governo. Para aprovar o plano, o juiz Gerbert destaca que examinou quase 850 objeções ao plano, apresentadas em sua maioria por acionistas da GM, mas não considerou nenhuma delas válidas. Com o plano proposto, o governo norte-americano ficará com 60,8% do capital da Nova GM, em troca de US$ 50 bilhões em empréstimos de emergência. A expectativa dos executivos é criar uma nova companhia, a qual deve se chamar "Nova GM", ainda este mês. Mesmo com toda a reestruturação da sede acontecendo nos EUA, a GM do Brasil continua com o cronograma de lançamentos para o mercado nacional. O próximo lançamento, programado para outubro, será o do Agile, o primeiro carro derivado do projeto Viva.