Volvo atinge a marca histórica de 15 milhões de carros produzidos

Em 14 de abril de 1927, o primeiro automóvel Volvo saiu da linha de produção em Gotemburgo, na Suécia. Batizado de ÖV4 (sigla de "carro aberto" em sueco e referência à quantidade de cilindros do motor), ficou conhecido como "Jakob". Mais de 80 anos depois, a montadora suéca atinge a marca histórica de 15 milhões de carros produzidos. Em 20 de fevereiro de 2008, coube a um Volvo C70 ser o carro de número 15 milhões da marca a ser produzido, desta vez na fábrica de Uddevalla, no oeste da Suécia. Coincidentemente também um conversível. Naquele primeiro ano apenas 297 carros foram vendidos. A Volvo precisou superar o período histórico compreendido entre a grande depressão econômica e a Segunda Guerra Mundial até conseguir alcançar a marca de 100 mil unidades fabricadas, o que só aconteceu 23 anos depois da sua inauguração. Hoje em dia esse número corresponde a apenas três meses de produção.
Volvo atinge a marca histórica de 15 milhões de carros produzidos
Porém, mais do que atingir grandes volumes, nos primeiros dias da sua história a Volvo decidiu que seria sinônimo de segurança e qualidade. As questões ambientais viraram prioridade na agenda corporativa da empresa no começo dos anos 1970. Ela foi a primeira montadora do mundo a adotar o cinto de segurança de três pontos, em 1959, e uma das primeiras a inovar na esfera ambiental (adotou o conversor catalítico de três vias com sonda lambda em 1976). Historicamente os proprietários de carros Volvo costumam destacar o projeto bom e resistente. A funcionalidade sempre foi importante e isso foi confirmado quando a revista especializada britânica AutoExpress fez uma ambiciosa pesquisa, cerca de dez anos trás, para descobrir qual é o melhor e o pior carro de acordo como o ponto de vista dos proprietários. Dois modelos Volvo fizeram parte da pesquisa e ambos venceram em suas categorias. O Volvo C70 foi considerado o melhor carro esportivo e o Volvo S80 foi o melhor carro de luxo, numa acirrada competição contra carros consideravelmente mais caros. Hoje a marca Volvo é reconhecida pelo design, que reflete características escandinavas. O primeiro carro carregava o símbolo do ferro na grade do radiador para representar a qualidade do aço nórdico. O Volvo C70 de número 15 milhões carrega o mesmo símbolo. É um dos conversíveis mais seguros já construídos, além de funcional e espaçoso. E é realmente dois carros em um, porque o teto rígido retrátil de três partes transforma o Volvo C70 num cupê ou num conversível ao toque de uma tecla. O modelo Volvo mais vendido até hoje é a clássica série 200. Entre 1974 e 1993 nada menos do que 2.862.573 unidades foram produzidas. Provavelmente o modelo Volvo mais famoso é o cupê esportivo P1800, que foi fabricado durante os anos 1960. Uma das razões é o fato de ter sido o carro que Roger Moore dirigiu na popular série da TV inglesa "O Santo".
Volvo atinge a marca histórica de 15 milhões de carros produzidos
Mas este também é o carro de Irv Gordon, que desde 1966 dirige um P1800 vermelho, registrado no livro Guiness dos Recordes Mundiais como o carro com a maior quilometragem no planeta. Em 2002 o odômetro dele marcava 3.218.000 km (dois milhões de milhas) e em 2012 Gordon espera fazer a revisão dos 4.827.000 km (três milhões de milhas). Ele continua dirigindo seu carro todos os dias, viajando pelos Estados Unidos para participar de convenções de revendores. Fonte: Divulgação Volvo

Compare Preços de: Volvo XC90, Volvo C30, Volvo S40, Vectra GT, Chevrolet Vectra, Peugeot 307, Audi A3, Audi A4, Audi A6, Audi A8, VW Golf, VW Golf GTI, Astra SS, Astra GSI

Gallery: Volvo atinge a marca histórica de 15 milhões de carros produzidos