Primeiras Impressões BMW X2 - Um X1 mais bonito e divertido

– Palm Springs, California

O X2 é a peça final no longo quebra-cabeça de SUVs da BMW. Ele completa o espaço entre o X1 e o X3 como um modelo menor e mais esportivo que os irmãos. Como outras fabricantes já comprovaram, este nicho pode ser lucrativo. Então, com um mercado já saturado de SUVs-coupé, particularmente de rivais como Audi, Jaguar, Mercedes-Benz e Land Rover, entre outros, o que o X2 oferece para se destacar? Primeiro, ser único. 

O visual do X2 é distintivo, mesmo para seu segmento, e seu porte compacto com formas robustas o coloca em vantagem. Os plásticos cinza na lateral e na grade dianteira são os únicos detalhes que se destacam, mas a BMW diz que isso ajuda a acentuar a altura do X2 e dá um visual mais aventureiro para os consumidores. 

2018 BMW X2: First Drive

Mas ele não é um fora-de-estrada - a menos que você considere subir na calçada uma aventura. O X2 é baixo, com altura do solo de 18,2 cm, e tem rodas de 18" vestidas com pneus de perfil baixo da Michelin. O pacote opcional, X Sport (US$ 4.650) traz mais estilo com rodas de 19", como este das fotos, assim como detalhes da divisão M. 

O caimento do teto do X2 define sua postura. Ajuda a diferenciá-lo do mais tradicional X1, mas mantém bom espaço para a cabeça e também para objetos como bicicletas e cães grandes, além de malas. O X2 não é claustrofóbico. Ele tem 4.373 mm de comprimento, apenas 81 mm menor que o X1. 

Por dentro, são 611 litros de espaço no porta-malas, com mais de 1.400 litros quando os bancos estão rebatidos - mais do que rivais como o Range Rover Evoque. Comparado com o X1, o X2 é 170 e 226 litros menor, respectivamente, mas ao menos o banco traseiro é grande o suficiente para humanos. Com 942 mm de espaço para a cabeça - 58 mm menor que o X1 -, foi suficiente para colocar meus 1,82 m de altura ali sem bater a cabeça. 

Mas o que realmente interessa é o banco do motorista. O X2 nos mostra suas credenciais esportivas. O 2.0 turbo de 4 cilindros tem 231 cv e 35,7 kgfm de torque. A BMW diz que ele vai de 0 a 96 km/h em 6,3 segundos -, mas uma montanha cheia de curvas fica ao lado da Palm Springs, e é onde o X2 se mostra. 

2018 BMW X2: First Drive
2018 BMW X2: First Drive
2018 BMW X2: First Drive
2018 BMW X2: First Drive

Com direção rápida e direta, rolagem da carroceria limitada e uma suspensão bem calibrada, o X2 exibe boas característivas de dirigibilidade. Não tem a potência do Porsche Macan Turbo, mas é rápido. Ele consegue entrar rápido nas curvas, enquanto a suspensão filtra as imperfeições e nos dá boas respostas ao mesmo tempo. Mesmo dividindo bastante itens com o X1, a suspensão do X2 é acertada para uma condução mais esportiva. Esta unidade estava equipada com a suspensão M Sport (US$ 400), que reduz a altura em 10 mm e tem calibração ainda mais rígida. 

Rodo entre os três modos de condução disponíveis - Sport, Normal e Eco - e o X2 injeta uma diferente personalidade em cada. Segurando as trocas de marcha e deixando a direção mais pesada, o Sport calibra o motor agressivamente e leva a dirigibilidade para um nível próximo de um hatch esportivo. O modo Eco é o menos animado, levando o 2.0 para o lado da eficiência, deixando a marcha mais alta possível no câmbio de 8 marchas e limitando as respostas do acelerador. Com isso, o X2 chega a respeitáveis 8,9 km/l na cidade, 13 km/l na estrada e 10,6 km/l combinados. 

Diferente do exterior e da direção esportiva, o interior deixa um pouco a desejar em termos de originalidade, dividindo muitos componentes com o X1. De série, os bancos em couro sintético forçarão os compradores a optar pelo verdadeiro (por US$ 1.450). Ainda bem que, pagando a mais, você pode escolher a cor. São quatro opções diferentes, incluindo Magma Red, Mocha, Oyster e preto. Este carro de teste usa um conjunto que não é oferecido, em preto e cinza, com detalhes de alumínio nos painéis de porta, painel e console central. 

2018 BMW X2: First Drive
2018 BMW X2: First Drive
2018 BMW X2: First Drive
2018 BMW X2: First Drive

Na parte de tecnologias, o X2 pode vir com sistema multimídia iDrive 6.0 de 8,8" sensível ao toque (6,5" de série), com Apple CarPlay e Wi-Fi como opcionais. Android Auto, surpreendentemente, não está disponível. O sistema é fácil de usar graças ao touchpad montado no console central, com botões que dão acesso à mídia, navegação e configuração do carro. Enquanto o interior usa bastante as mãos, o porta-malas pode ser aberto com um chute. 

Opte pelo Driver Assistance Package (US$ 700), e o X2 virá equipado com alerta de colisão e de pedestres, assim como aviso de saída de faixa, farol alto automático e reconhecimento de placas de trânsito. Ainda assim, não é tão bem equipado como concorrentes do seu segmento. 

Nos Estados Unidos, o X2 pode ser comprado por US$ 36.400 com tração dianteira sDrive, ou US$ 38.400 com a tração integral xDrive. Mas não espere pagar isso. O X2 fica bem mais caro com os opcionais, chegando aos US$ 53.000 quando totalmente equipado. Optando por itens como o M Performance X Design, o sistema multimídia maior e a cor, Galvanic Gold Metallic (US$ 550), poderá assustar um pouco. 

Ainda assim, o X2 é único. Ele completa a linha X e preenche um nicho, tudo sem sacrificar muito a praticidade. É essencialmente mais do mesmo da BMW: bem proporcional, divertido de dirigir e que oferece uma sensação premium que você espera da fabricante bávara. Já foi apresentado no Brasil, mas as vendas deverão começar somente no segundo semestre, com preços acima do X1. 

Fotos: Divulgação

Leia a avaliação completaVeja menos